quinta-feira, 6 de setembro de 2007

A menina dos olhos de lupa

A menina e os poetas

Aquela de olhos demais passa noites com Vinicius de Moraes
gotejando em seu ouvido;
Nas mãos:
Fernando Pessoa.Nos gélidos pés: Mário Quintana.
Os poetas tomam-na completamente. Levitam-na. Bailam em salões anis.
Aquecem os seus pés. Entorpecem sua alma. Lambem suas orelhas.
Os olhos da menina brilham como a estrela mais cintilante do céu.
Goza de prazeres incomuns.
Transborda em mundos sutis e ardilosos.
Flutua no ar, como mágica..Magia poética.
Sonetos e temas e poemas. O mundo se fez de prazer.
Ardia lentamente em sua alma o desejo de transcender a pele..

Porém, os poetas fartam-se.
Abruptamente a menina cai...
Vinicius toca a ultima canção e se vai. Vai com o uísque e o violão.
O
Pessoa dá lições e se cala. Ele tem outras mãos para habitar.
Mário foi cuidar dos jardins.Cansou-se dos pés frios..
Ele estava
a espera das borboletas.

A verdade é que mesmo após tantos gozares, a menina prosseguia insatisfeita.
Os poetas tomaram-lhe o corpo e a alma,
mas
interromperam o coito, por não obterem o principal: Sua mente e coração.
Pobres Poetas!
Renderão canções e poesias à menina incauta, intransponível, e de olhos demais.
Inconformados, dirão que a menina não sabe amar nem aprecia o prazer.
Tolos Poetas!
Mal sabem eles que não há poesia mais linda e amor maior que o que habita aquele pequeno coração e cria aquela mente enaltecida.
É provável, que se tivessem adiantado-se, em outro tempo, tomariam a menina completamente.
No entanto, agora,
a menina já se entregara.
A quem os nobres cavaleiros chamam
Marvin, o rapaz da rima perfeita, dera a mente e o coração.
Pobre menina! Nem anseia a devolução.




7 comentários:

Samelly Xavier disse...

Quintana não cansa de pés e vai cuidar das borboletas: ele transforma pés EM asas de borbo-letras.

Essa menina é marviana mesmo: tudo dela é pra valer. Encanta.

Beijos recitados, criança!

Sebastião disse...

Muito bem, compañera!!! Diga-me com quem andas e direis se está bem acompnhada ou não!:D Pois é...honey...seu caso é o primeiro! Vejo que sua produção anda de vento em popa. Acho que o "exilio" anda fazendo bem a sua escrita! Xêro doida...espero poder ver ainda muito textos seus!

mudinhaa disse...

ganhou mais uma fã :)
adoreiiii
mudinhaaaaaaaa

diogo disse...

tinha que ler a historia ate o fim para poder comentar.

Um dia desses uma pessoa me disse apos ler um texto literario que ele estava prolixo, ainda que a pessoa tenha gostado. Eu argumentei dizendo que o sentimento que o autor queria comunicar era tao pesado e carregado, que ele escreva de maneira prolixa de proposito para que a ideia que ele desejava comunicar so fosse absorvida apos sofrega batalha entre o leitor e as palavras.

Vejo esse traço em seus textos, mas acho que ele se sobresae nesse. Que eh longo e intrincado, te força e abster-se das suas ideias para viajar com as do textos, que tambem são carregadas e intrincadas, e creio que assim são porque ajudam a expressar a intenção do autor.

a menina dos olhos de lupa promete ser uma de suas obras primas clari.

Envolveu tua vida de bruma clari? eu não tenho certeza, mas foi isso?
Por mais que esteja bom o texto, se traçou tua vida na bruma, não esqueça de abrir uma janela clari, não pelo texto, mas pelas pessoas que não te esquecem

Continue postando clari. Mto bom te ler. Bjos

Obs safada: te daria um toque para revisar a postagem rapidinho...

Jeniffer Santos disse...

Uau!
adoreiii!
muito bom teu blog,parabens!
voltareia mais vz!
beijos!
s cuida!

*tenho vc add no orkut(sou a jeniffer) e no flogao (coticoti).

beijos!

Alexia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lekinhaaa disse...

Minhaa Clari
sua habilidade com as palavras é inducutivél...
*-*

sua ideias, seu traços, sua palavras, sua emoção no texto, sua criatividade...enfim, adoreeeei tudo!!

vou voltar aqui mais vezes.
Beijo da minusculaaa que te adora
:*