sábado, 6 de outubro de 2007

Fardo

Estou farta do lirismo torto
Do domingo morto
E destas rimas sem solução

11 comentários:

Karlinha disse...

"E tudo é tempo, e tempo é nada..."

Pois é.

E que dá vontade de mandar o tal tempo ir para um lugar não muito agradável, isso dá.Oo Mas, no fim das contas, não há nada que ele não possa resolver - ou curar.

Te amo, irmã.
Saudades incríveis de vc.

Augusto Bortolini disse...

Estou farto, farto, farto.
Em mim, somente rima, enfim,
quem disse, se há uma cura?

-

Andei, até que em fronte achei,
todas aquelas cartas sem senhora.

E nelas só malgasto ardor viril,
que passava-me, brevemente vazio.

Eu não queria, mas logo percebi,
também teria austero de viver,
Ou(e) sofrer.



Augusto Bortolini

Augusto Bortolini disse...

Admirei...

diogo disse...

eu também!

além, tenho saudades de manoel e de tu, bjos moça

Dayanne disse...

Eeeeeeeenid. o/

Adoreei³..
;D~


~ (Odeio os domingos)³ ¬¬'

Samelly disse...

E eu, estou farta, numa fartura de lirismo sempre que venho aqui.

Beijo recitado

Nanda disse...

"Não ter pressa dá a impressão de que a tarde virou tédio
não tem bala, belo, bola ou balão
não tem bula meu remédio.
(...)
Não ter festa dá a impressão de que o mundo ficou sério
não tem bala, belo, bola ou balão
não tem bula meu remédio. "
Fernando Anitelli

estou abobalhada ainda, da pra ver né? rs
amo muito voce, amo muito muito muito!

Glaycianny Pires disse...

é um caso.
domigos chatos e sem vida.
e rimas que nunca são o que desejamos.

:0

es una cosa.
:)

(L)

Frostyx© disse...

Pois que a última de todos, a distante de todos, seja, qual, a poetisa dos dias vivos de um mel sem cor, sem sabor. Como palavras em uma poesia, dissabores e amores. Um mundo sensível aos teus olhos.

Saudades intensas! Mal posso esperar para te ver!

//Star_Invasor disse...

Não aceitarei qualquer outra forma de lirismo que não seja a dos bêbedos;
Lirsmo de libertação.

LIBERTAÇÃO.

Jéssica Mendes disse...

E do comedido, do bem comportado, do lirismo funcionário público com livro de ponto expediente e manifestações de apreço ao sr. diretor.

Bandeira, tu e eu estamos fartos do do lirismo que pára e vai averiguar no dicionário o cunho vernáculo de um vocábulo.

Não queiramos saber do lirismo que não é libertação.

Sim, os domingos geralmente são mortos... :S

E quanto às rimas? Bem, viva às rimas antipoéticas! \o/