sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Perda

Esse dia é todo.
Longo.
Grão a grão.
Vagando em ondulações contínuas
e quebra
e quebra
e quebra
Palavras e mais palavras
escritas nas paredes,
jorradas pelas bocas.
Essa impaciência sem fim
emudece os ouvidos,
ensurdece minh'alma.
Todo silêncio do mundo
não seria suficiente
para acalmar essa inquietude,
essa iniquidade,
essa perda.

6 comentários:

Mires disse...

"Todo silêncio do mundo
não seria suficiente
para acalmar essa inquietude,
essa iniquidade,
essa perda."

Conseguirá a amiga da menina dos olhos de lupa acalmar a inquietude que invade sua alma?
Tensão,
Ansiedade,
Impaciência.
Não pode ela dormir em paz
E mal pode ficar acordada
Diante do mundo que passa a seus olhos
E da multiplicidade de escolhas que ela não fez.

=*
Amo você, Mammy!

Carolina de Castro disse...

A alma sempre tem muito a nos dizer!
bjos

Mayara Silveira disse...

Meninaaa, tu arrasa muito nos remendos das palavras :)

Isaque Fontinele disse...

Essa é a minha Prima! ^^

Laryssa Galdino disse...

Todo silêncio do mundo...

ficou ecoando no meu coração (:

=****

Maria disse...

A inquietudo grita, não é? Não há silêncio que a faça parar. Mas um dia ela desiste, é o que dizem.

um beijo, moça.