sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

A menina dos olhos de lupa

A menina e o sonho

O tempo passava em conta-gotas.
A menina girava. E dentro da menina, uma menina girava.
O dia estava quente. Um caleidoscópio colorido e incesssante de cores e odores girando, girando em contra-mão.
A menina dormia. E dentro da menina, uma menina dormia.
Só havia silêncio e suor.
O colchão a expulsava. A janela a prendia. O colchão a deleitava. A janela a esquecia.
Na cozinha a torneira pingava, gota a gota - como o tempo - uma sinfonia desnecessária.
A menina chorava. E dentro da menina, uma menina chorava.
A mesa, os relógios, as canetas, os papéis: tudo derretia como as figuras de Dali.
Vida? É um joguete cruel do De(u)stino.
E a menina morria. E dentro da menina, morria algo mais que apenas uma menina.

11 comentários:

Daniel Hewson disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHH!!

Véio, sinto que quando eu sorrio tem uma menina dentro de mim sorrindo.
/gay

Devo estar grávido.
=D

*pensa*

Véi, na maior, me senti numa cama de hospital agora. Dava até pra ouvir o soro pingando, infestando a atmosfera de desespero. É foda quando você percebe que o corpo é apenas isso, uma prisão, uma jaula de carne, osso, sangue e sonho. É dose...

:S

*sai correndo e morre*

Samelly Xavier disse...

Saudades dessa minha menina...

Beijo recitado,
Samelly

Josy disse...

E se a menina pulasse?
uahauhauah
Sabe , as vezes compartilho com a menina um pouco disso tudo, e talvez o que mais me incomode seja o silencio e suor, mais o suor que o silencio confesso. rs
Como sempre, belo texto.
Beijo...
ClarissEMA!!!!!

Maria disse...

Parece que vc relatou o sonho que me persegue.Eu não queria que a menina morresse. Mas que importa o que eu queira, né?!

(...)

Que bom ler vc novamente ^^

Beijos

Carolina de Castro disse...

Se a menina morreu, ou esta morrendo, é pq alguma coisa deve estar nascendo ne?
NAda no universo é estatico, de alguma forma se recicla.
=P

Giuseppe Menezes disse...

Não lamente pelos obstáculos da vida, Clarissa. Devemos erguer a cabeça e continuar o caminho. O destino é cruel mas necessário, pois crescemos com as suas lições.
Espero que esteja melhor.
Abraços!

Mires disse...

Texto maravilhoso!!!
Mammy, como a senhora tá???
tô com saudades e preocupada sem notícias suas...
:/
qualquer coisa tô aqui...

A menina nunca tá sozinha... a menina dentro da menina sempre pode contar com uma amiga da menina que está dentro da filha da menina...

^.^

te adoro!

Giuseppe Menezes disse...

Blog renovado?! Está bem bonito...

Giuseppe Menezes disse...

Clarissa, tem um selo para você lá em meu blog!

Luciana Clarissa disse...

todo mundo tem um pouco dessa menina dentro de si.

lindo, intenso.

beijos

Eu nunca disse adeus.. disse...

Ah!!! não faz assim com ela. Eu gosto tanto. Imagino certinho o lugar onde ela mora, a sacada púrpura.
:(